Fale Conosco
Clique aqui!
X
Clique aqui e Peça seu Orçamento!
Clique aqui e Peça seu Orçamento!

Alarmes Residenciais e Sua Importância

Não há coisa melhor que chegar em casa após um longo e cansativo dia de trabalho, tomar um banho quente e desfrutar de bons momentos com nossos filhos e esposas.

E como qualquer pessoa que ama sua família, nós buscarmos oferecer sempre o máximo de conforto para aqueles que amamos, pois sabemos que eles são únicos e insubstituíveis. Mas na correria do dia a dia, muitas vezes, nos importamos somente com o básico e acabamos deixando de lado itens essenciais em nossas vidas, como a segurança do nosso lar, por exemplo.

Hoje, com o infeliz e crescente aumento da criminalidade, além de contratar um uma empresa de seguros residenciais de confiança é imprescindível que se tenha um bom sistema de segurança instalado em sua residência como cercas elétricas, câmeras ou alarmes para garantir a integridade da sua família. Mas não é somente ir até uma loja qualquer e comprar o equipamento que vier a frente. Tudo deve ser analisado e planejado antes.

Para a instalação de uma central de alarme, por exemplo, é necessário verificar a quantidade de portas e janelas existentes na casa, quais são os pontos de maior risco de invasão, o local mais adequado para instalar o painel de controle e o botão de pânico, passagem de fios, tipos de sensores e etc. Ou seja, cada detalhe deve ser planejado de forma criteriosa, pois um sistema de alarme mal instalado, é dinheiro jogado fora.

QUAIS SÃO OS TIPOS DE ALARMES?

Existem diversos modelos de alarmes residenciais disponíveis a venda no mercado, sendo que cada um tem funções específicas ou tecnologias que outros não tem. Você deve escolher aquele que mais se encaixa em sua necessidade. Não é porque o vizinho usa modelo “X” que você também precisa usar.

Normalmente, o alarme residencial é vendido em forma de kits, que incluem sensores, painel de controle (ou teclado), sirene e botão de pânico, funcionando da seguinte maneira:

  • Sensores: São responsáveis por detectar a presença de invasores, tanto na parte interna como externa da sua casa. Os modelos mais novos já são equipados com sistema para reconhecimento de animais domésticos, evitando falsos avisos. Devem ser instalados em locais que costumam ser alvo de bandidos, como portas e janelas.
  • Painel de Controle: Onde passa toda a informação vinda dos sensores. Em caso de acionamento de um dos pontos, é possível saber, através do próprio painel, a origem da ocorrência. Também permite gerenciar todo o sistema do alarme, como ligar e desligar a sirene e verificar os sensores.
  • Sirene: Responsável por emitir o sinal sonoro. Por ter um alcance muito alto, pode chamar a atenção dos vizinhos e inibir a ação do invasor logo nos primeiros segundos.
  • Botão de Pânico: Equipamento que deve ser utilizado para acionar o apoio da central de monitoramento. É muito importante que este item esteja localizado em um ponto estratégico e de fácil acesso, pois, em casos mais graves como um sequestro, possa ser acionado de maneira rápida e longe da vista de criminosos.

Uma das grandes vantagens de uma central de alarme é o custo relativamente baixo se comparado a outros sistemas de segurança residencial. Com pouco investimento você garante um sono tranquilo para sua família e evita que assaltantes ou pessoas mal-intencionadas invadam sua casa e levem seus bens que você tanto deu duro para conquistar.

COMO FAZER A INSTALAÇÃO DE UM ALARME RESIDENCIAL?

A instalação de alarmes residenciais é simples e leva até 1 dia pra ser concluída, mas é muito importante que seja feita por profissionais da área para garantir que tudo saia conforme planejado e nenhum equipamento venha a falhar.

Se você está pensando em instalar um alarme em sua residência, não deixe que esta tarefa seja feita por qualquer um. É muito importante verificar a procedência do produto e por quem será instalado, pois sabemos que muitas vezes, o barato pode sair caro.



Deixe uma resposta